• Loris Valim

CARRETEIRO DE PINHÃO


Aberta a temporada do pinhão!!!


Nessa receita não são só os ingredientes que fazem meu coração (e estomago) vibrar, mas também as boas lembranças que esse prato me traz. Me recordo de quando meu pai voltava de uma obra distante, preparar no domingo um delicioso carreteiro feito na panela de ferro. De esperarmos ansiosos pra sentar todos à mesa e compartilhar daquela refeição cheios de felicidade!

Claro que essa versão tem algumas substituições, já que nenhum "serumaninho" vai precisar sofrer para estar incluído como ingrediente, e posso garantir que o sabor é incrível!


O pinhão é o ingrediente principal dessa receita, e ele faz muito por merecer esse papel. Comum no outono e inverno, é um alimento rico em carboidratos complexos, proteínas e minerais como cobre, ferro, magnésio, zinco e fósforo. Sua textura e sabor deixam esse prato incomparável.

Uma curiosidade interessante sobre o pinhão é que diferente de outros alimentos que perdem propriedades nutricionais após serem assados ou cozidos, o pinhão aumenta seu valor nutricional, já que alguns nutrientes da casca, passam para a semente durante o processo de cocção, aumentando por exemplo o nível de antioxidantes do alimento.


Na receita abaixo, cito o pinhão já cozido, mas você sabe como cozinhar ele? Se já sabe, corre logo para a receita, caso contrário, se liga:

Cozinhando pinhão na panela de pressão:

- Lave os pinhões e corte as pontas. Esse processo é opcional, porém facilita na hora de abrir e ajuda e ver se o pinhão está claro ou escuro, os que estiverem escuros, podem ser descartados.

- Na panela de pressão, coloque a quantidade de pinhão que você preferir, respeitando sempre a capacidade da sua panela.

- Cobrir o pinhão com água (mais ou menos uns 2 dedos acima dele). Se preferir, pode colocar um pouco de sal na água, mas é opcional. Uma dica pessoal, coloco umas 3 ou 4 folhas de louro junto na panela, para dar um toque especial ao pinhão.

- Levar ao fogo alto até começar a chiar, então diminua o fogo e cozinhe por aproximadamente 30 minutos.

- Desligue o fogo e deixe a pressão sair naturalmente. Deixe esfriar um pouco e está pronto.

Para saber se está cozido: normalmente a casca vai ficar rachadinha e um pouco macia.

Espero que você goste da receita e que depois de faze-la volta aqui pra me contar como foi!

CARRETEIRO DE PINHÃO


Ingredientes

1 cebola picada

2 dentes de alho picados

1 pimentão verde picado

2 tomates maduros picados

1 cc de vinagre de maçã ou suco de limão

1 cc de melado de cana (ou açúcar mascavo)

1 cc de páprica defumada

1/4 cc de cominho em pó

1 cc de orégano

1 cc de manjericão

1/4 cc de pimenta calabresa (opcional)

300g de pinhão cozido (sem casca) cortado em rodelinhas

Sal e pimenta do reino à gosto

1/4 xícara de tempero verde picado (aproximadamente)

2 xícaras de arroz cateto integral cozido (receita de como preparar arroz na panela de pressão aqui

cc - colher de chá

cs - colher de sopa

Modo de Preparo

1. Em uma frigideira alta com um pouco de óleo, refogue a cebola e o alho até que estejam levemente dourados.

2. Acrescente o pimentão picado e uma pitada de sal, deixe cozinhar por uns 3 minutos, mexendo as vezes.

3. Coloque o tomate, o vinagre, o melado e os temperos, mexa para misturar e deixe cozinhar até que os tomates estejam macios e comece a parecer um molho rústico.

4. Adicione os pinhões, tempere com sal e pimenta e misture bem. Deixe cozinhar por uns 5 minutos.

5. Após este tempo, misture também o arroz, ajuste os temperos, adicionando mais sal e pimenta, se necessário. Acrescente o tempero verde, mexa por mais ou menos 2 minutos e está pronto. Bom apetite!!!

Notas:

- Tenho preguiça de esperar o arroz cozinhar junto na receita e acabar errando o ponto, por isso prefiro usar ele já cozido e sinceramente, não senti diferença no sabor.

- Para deixar o carreteiro com aspecto de risoto, pode acrescentar 1 ou 2 colheres de sopa de biomassa de banana verde após adicionar o pinhão, que fica uma delícia e aumenta o valor nutricional da receita.


© 2017 Bem Mais que Salada | Loris Valim